A vida perpetuada na memória…

2

Category : Informação

12715539_1115131451838681_5998832450289842863_nPara quem tem realmente fé, morrer não é perder a vida, é trocá-la por uma outra, eterna e numa outra dimensão; esta é para alguns, certamente não é para todos, uma possivel forma de encarar a partida deste mundo, o fim da vida terrena.

É sempre um momento delicado, o sentimento de perda que se tem quando nos confrontamos com a morte física de alguém; regra geral lidar com a partida dos que nos são queridos e chegados, família ou amigos, conhecidos ou até pessoas que não conhecemos pessoalmente mas ouvimos falar, como não ficar triste, sentir a dor?! Complicado sem dúvida quando não se sabe bem lidar com a tristeza profunda; por vezes é mesmo o passar do tempo que ajuda a sarar a dor, porque a saudade fica sempre e a memória mantem-se no coração, em fotografias, em estórias que ficaram para contar. Se pensarmos, é curioso como esta é a forma da pessoa que partiu permanecer viva entre nós, de cada vez que é lembrada, de cada vez que se contam estórias, de cada vez que se partilham fotografias e momentos vividos. Assim se perpetua a sua vida no tempo terreno, assim se passa de geração em geração a memória de antepassados, de amigos, de figuras conhecidas, de ídolos.

Quem não gosta de relembrar momentos, estórias divertidas, viagens, tanta coisa que fica para poder partilhar com outros e que, na maioria das vezes, com o tempo vão caindo no esquecimento…

Online já podemos encontrar um site de memoriais, o RIPACE onde é possivel o usuário registar uma pequena biografia de alguém que já partiu, para já apenas memoriais públicos de acesso a todos, de pessoas mais ou menos conhecidas; em breve terá novas funcionalidades como o poder criar memoriais privados que queira para partilhar só em familia, ou com amigos, ou com colegas de trabalho, de escola etc. Ao criar um memorial de uma avó, de um irmão, de um colega etc., poderá partilhar com um grupo restrito de pessoas mais próximas, perpetuando a sua vida em fotografias, inumeras estórias contadas por aqueles com quem conviveu, coisas que com o tempo têm tendência a dispersar ou a perder.

Faz sentido manter viva a memória de quem já partiu seja como homenagem, seja para perpetuar a sua vida. Passe pela pagina no facebook ou faça uma visita ao passado que se prolonga no presente e no futuro em ripace.com

O bem estar também passa por aqui

 

 

 

 

Na azáfama dos presentes de Natal: o que é realmente importante?!

2

Category : Bem-estar

ikea-ikea-the-other-letter-600-34275

O materialismo e o consumismo marcam o nosso tempo e o Natal perdeu, de certa forma, o seu sentido real e profundo. É certo que o estar em família mantém-se como a matriz da festa, à roda de uma mesa onde o bacalhau e o perú são os pratos principais. A Sagrada Família  e específicamente o nascimento de Jesus, é e será sempre a razão pela qual festejamos o Natal e daí a importância de montar o presépio em casa com a colaboração de todos.

Mas os presentes tomaram conta do Natal duma forma exacerbada alterando-lhe em certa medida o verdadeiro sentido, e são na verdade os pais quem criam e incentivam esta realidade.

Aqui em Portugal no dia 24 ou no dia 25, conforme os hábitos das famílias, em Espanha no dia 6 de Janeiro, o dia de Reis, receber e oferecer presentes transformaram o grande evento natalício a um ponto que as compras se tornaram num imperativo altamente stressante. Para as crianças é a grande espectativa de receber isto, aquilo e mais aqueloutro. A crise recente terá refreado um pouco a loucura, mas a ideia, essa continua…

Muito a propósito, a IKEA lançou uma campanha desafiando para o exercício de descobrir o que é realmente importante quando uma criança faz os seus pedidos através de uma carta, em Portugal ao Pai Natal, em Espanha aos Reis (Magos), e depois disso, uma outra carta aos seus pais…

A esta campanha chamou A outra carta e vale a pena ver… O que é realmente importante?!

O bem estar também passa por aqui

Preocupa-se com o seu bem estar? Aposte na prevenção!

3

Category : Bem-estar

IMG_8914TransfB

Todos sabemos que é importante comer frutas e legumes todos os dias mas nem sempre é fácil, prático e económico voltar aos bons hábitos; dá algum trabalho e sobretudo exige uma predesposição que muitas vezes não há. É mais fácil optar por uma sandwiche, um pacote de batatas fritas ou por uma sobremesa à refeição. Pois, mas a sua alimentação merece algum cuidado.

Hoje em dia vai sendo mais facil encontrar frutas e legumes da época, de boa qualidade, biológicos, orgânicos e principalmente maduros e é mesmo importante que os inclua diáriamente na dieta alimentar, sobretudo desde tenra idade porque é a melhor altura para criar os bons hábitos alimentares. Nesta época por exemplo aproveite e leve fruta e água para a praia.

Contudo, mesmo com a preocupação de uma alimentação equilibrada nem sempre conseguimos que seja perfeita e sobretudo as necessidades de cada um variam bastante; como boa alternativa para ter as quantidades diárias necessárias ao equilibrio da sua saúde o  Cellagon é uma excelente solução, mesmo para as crianças, pois reune um conjunto de factores essenciais:

  • frutas, legumes e plantas 100% naturais
  • provenientes de uma agricultura controlada, ou seja, biológica, orgância e colhidos em estado de maturação completa
  • sem conservantes, a conservação faz-se com um imãn no exterior da garrafa
  • engarrafados em garrafas de vidro prismático (vidro que reflecte a luz em vez de absorver)
  • concentrados a baixa temperatura, 29º apenas, através de um processo patenteado que mantém todas as propriedades dos ingredientes
  • muito práticos e fáceis de tomar, basta juntar água
  • excelentes sabores
  • muito ricos em anti-oxidantes, com elevadas unidades ORAC, tendo cada dose diária mais de 13.000 unidades
  • o custo diário de cada dose é inferior ao de um café e um bolo…

Muitas pessoas optaram já por tomar Cellagon diáriamente pelos benefícios evidentes na sua saúde: conheça alguns dos testemunhos e veja o pequeno  filme

O bem estar é um escolha. Tome as decisões certas.

Voltar aos bons hábitos: ao natural com bem estar!

2

Category : Saúde

wimbledon-hypnobirthing

 

A saúde é mesmo o bem mais essencial e precioso que cada um pode ter; sem saúde podemos muito pouco ou nada…

Tem sido impressionante quando tomamos consciência em cada semana, em cada mês, em cada ano, da quantidade de pessoas a quem é diagnosticado cancro,  que atravessam todo um calvario de tratamentos e sofrimento, e se alguns conseguem ultrapassar há tantos outros que deixam esta vida porque não conseguiram a cura… E cada vez mais é assim, uma realidade que parece incontornável.

Todos nós conhecemos alguém, e não é já apenas uma pessoa no nosso circulo de família e amigos, são várias perto de nós e perto daqueles que conhecemos e também aqueles que nem conhecemos mas sobre quem ouvimos falar. E faz-nos pensar realmente, porque não se trata de um virus, de uma epidemia, apenas e só o resultado de maus hábitos, tantos e maus que se vão repetindo diáriamente, duma enorme transformação na forma de vida a diversos níveis:

 

  • fumar está mais que comprovado é péssimo para a saúde não só dos que consomem tabaco como daqueles que estão por perto, nomeadamente as crianças
  • a industria alimentar bombardeia o mercado com alimentos processados que se consomem em grande escala
  • nas produções industriais os aditivos quimicos, conservantes etc são correntes
  • as crianças desde tenra idade são habituadas a consumir tudo o que pode ser nocivo e tantas vezes em excesso, o que inevitavelmente a longo prazo tem impacto na sua saúde ao longo da vida
  • a medicação excessiva e muitas vezes não devidamente acompanhada é uma realidade
  • os partos naturais são uma raridade e as mães parturientes são sujeitas a tratamentos, anestesias e a cesarianas com grande regularidade
  • a demasiada exposição ao sol e uso de cremes solares

Claro que tudo isto e muito mais teria de interferir na saúde e está a interferir na saúde de cada um de nós. E todos sabemos que é assim, não é preciso ir ler os relatórios científicos. Há por isso uma maior preocupação geral em voltar aos bons hábitos e quantas vezes é ao confrontarmo-nos com a dura realidade da doença que se alteram radicalmente os hábitos, se deixa o tabaco, se opta conscientemente por uma alimentação mais saudável, por perder peso etc

Há hoje um conjunto de opções alternativas que dão resposta aqueles que estão realmente preocupados com a saúde a começar pelo maior cuidado na alimentação ou mesmo pela criança que cresce na barriga da mãe: é na verdade aí que tudo começa e aí se deve fazer todo o possivel  para que a nova vida que vem ao mundo seja poupada desde logo de tudo o que possa ser nocivo à saúde tendo o cuidado do exercicio fisico e a alimentação saudável. E depois o próprio parto, com opção de poder fazer natural, sem medo da dor e ainda o importante que é poder dar de mamar descontraidamente sabendo que isso é realmente o melhor para o seu bébé. Entretanto, enquanto o seu filho cresce crie os bons hábitos alimentares desde logo evitando alimentos processados, açucar e sal. Na verdade isso é mesmo importante para que aprecie cedo os alimentos frescos e naturais e se mantenha saudável.

O bem estar passa mesmo por aqui

 

Wear sunscreen…

Category : Bem-estar

Veja este pequeno filme. De vez em quando vai querer vê-lo outra vez.

O conselho é apelativo e completamente dentro dos mais triviais e frequentes apelos ao cuidado a ter com o excesso de sol:

Use protector solar! Será até  desadequado este conselho à época do ano em que estamos em Portugal, mas não o é para o Brasil, ou para a Africa do Sul ou vários outros países onde agora se está em pleno Verão. Este trivial conselho é apenas um dos que podemos dar com relativa segurança porque tudo o resto na sua vida, é essencialmente determinado e desenhado por si. Veja bem se não é verdade. O texto original Wear Sunscreen foi escrito por Mary Schmich na coluna do Chicago Tribune em 1997 e mantém-se actual…

O bem estar também passa por aqui.

A outra carta…aquela que é realmente importante este Natal.

Category : Exercício

ikea-la-otra-carta00

O materialismo e o consumismo marcam o nosso tempo e o Natal perdeu, em certa medida, o seu sentido real e profundo. É certo que o estar em família mantém-se como a matriz da festa, à roda de uma mesa onde o bacalhau e o perú são os pratos principais. A Sagrada Família  e específicamente o nascimento de Jesus, é e será sempre a razão pela qual festejamos o Natal.

Mas os presentes tomaram conta do Natal duma forma exacerbada alterando-lhe o verdadeiro sentido. Aqui em Portugal no dia 24 ou no dia 25, conforme os hábitos das famílias, em Espanha no dia 6 de Janeiro, o dia de Reis, receber e oferecer presentes transformaram o grande evento natalício, de tal maneira, que as compras se tornaram num imperativo altamente stressante. Para as crianças é a grande espectativa de receber isto, aquilo e mais aqueloutro. A crise terá refreado um pouco a loucura, mas a ideia, essa continua…

Muito a propósito, a IKEA lançou este ano uma campanha em que se faz o exercício de descobrir o que é realmente importante quando uma criança faz os seus pedidos através de uma carta, em Portugal ao Pai Natal, em Espanha aos Reis (Magos), e uma outra carta aos seus pais…

A esta campanha chamou A outra carta e vale a pena ver… O que é realmente importante?!

Feliz Natal com muito bem estar.

Venha daí, inspire-se, crie uma família feliz!

Category : Bem-estar

Secrets-of-happy-families_custom-8118a64a774e239a74862ef2cee8fd1958d0cf64-s99-c85

Completamente na ordem do dia está a questão da importância da família como um pilar, um polo de felicidade, um factor de estabilidade e bem estar. É pois possível que a família seja uma base estruturante de felicidade? Alguns terão as suas dúvidas, nós acreditamos que sim e há quem tenha ido procurar casos na vida real que o possam comprovar!

Bruce Feiler é colunista do New York Times e publicou em 2013 o já bestseller The Secrets of Happy Families (existe a edição traduzida no Brasil, Os segredos das famílias felizes), depois de ter andado em campo à procura dos segredos para se conseguir ter uma família feliz.

Com base no que observou, Bruce Feiler criou um projeto inovador para melhorar a dinâmica familiar. Nada de conselhos de psicólogos, terapeutas ou professores, neste livro encontra uma nova abordagem para melhorar a forma de estar em família. Competente, sensível e cheio de dicas práticas e conselhos sábios, Os segredos das famílias felizes tornou-se leitura essencial.

Encontrando-se ele próprio na fase da vida em que a pessoa se divide entre a preocupação e o carinho de acompanhar os pais que vão envelhecendo, e educar os filhos que entretanto crescem, achou importante procurar conhecer a melhor forma de o fazer, para que entre os pequenos núcleos familiares houvesse uma interacção saudável e construtiva baseada nos valores, no amor e na compreensão.

9788522015153-500x500

Ao observar no terreno as técnicas que usam na prática as familias, o seu team buliding e a capacidade de resolução dos problemas, encontrou um conjunto de boas práticas que tem resultados evidentes. O programa que adoptou para a sua própria familia inclui um plano radical de reshape your family in twenty minutes a week com o claro objectivo de responder às triviais questões: Como organizar o caos das nossas vidas? Como transmitir valores aos nossos filhos? Como fazer da nossa família mais feliz? Aqui ficam algumas pistas para depois explorar melhor e  pôr em prática:

 

 

  • Crie uma declaração de missão da família;
  • Conheça e partilhe a história familiar, (os bons e os maus momentos);
  • Promova os encontros familiares regulares para todas as idades que permitam às diferentes gerações interagirem;
  • Discutir é bom mas de forma construtiva;
  • Faça as refeições em conjunto, é muito importante para as crianças jantar em família desde que são pequenas;
  •  Dê tempo de qualidade à sua família;

O bem estar passa mesmo por aqui

 

 

 

A Família e o bem estar, a base que não pode quebrar!

3

Category : Blogger Convidado

sdfmbsdkhf

A estabilidade emocional,  o desenvolvimento cognitivo adequado, a integridade psicológica, são comprovadamente a base estrutural do indivíduo; por sua vez a família como instituição mais antiga da História da Humanidade, tenha o formato que tiver, tem um papel fundamental no crescimento de qualquer criança. É nela que o ser se desenvolve criando sua base de conhecimentos e de interpretações do mundo que influenciarão por toda a sua existência, com interferências interpessoais em todas as áreas. Sim, a família é uma base estruturante que não pode quebrar!

É essencial que pais e mães compreendam que, por maiores que sejam os desafios da criação de filhos e da vida a dois, é imprescindível abrir mão de vaidades, rancores e egoísmos em prol da educação infantil. É preciso, sim, que limites sejam estabelecidos e respeitados, mas também que o amor pela criança, carinho, cumplicidade e dedicação prevaleçam acima de qualquer situação de conflito entre os casais.

Famílias que têm consciência de seu papel no desenvolvimento dos filhos e valorizam eventos em conjunto, respeitam datas, eventos e comemorações, e são capazes de manter um clima calmo mesmo quando há conflitos de interesses produzem seres humanos mais tranquilos, com melhor noção do seu espaço no mundo, mais seguros de si e mais estáveis emocionalmente, capazes de tornarem-se adultos bem sucedidos emocional e profissionalmente.

A influência da família é inegável desde a primeira infância, quando o conjunto de habilidades cerebrais e mentais começam a se desenvolver com maior aporte de informações e conhecimentos que estarão presentes em toda a sua vida futura. Mas não é “apenas” uma questão de responsabilidade; manter a família presente é uma questão de amor aos filhos. Superar desavenças com o parceiro, evitando colocar a criança em um jogo de escolha entre um e outro no caso de separação em litígio pode não ser a situação mais fácil, mas com certeza é a mais favorável para um crescimento sadio e a formação de um adulto em equilíbrio.

No entanto, apesar do apoio familiar ser essencial, há que se ter cuidado, também, com os exageros, evitando a superproteção que pode acabar gerando indivíduos inseguros e despreparados para lidar com os problemas que o futuro reserva. É preciso encontrar um meio termo entre interesses pessoais, expectativas, desavenças conjugais, culpa, excesso de cuidado – e muitas vezes é preciso apoio profissional para adequar a realidade às necessidades de todos.

Uma família bem estruturada é capaz de gerar indivíduos plenos, conscientes de seu lugar no mundo e capazes de enfrentar os desafios naturais da vida. Ela é, na realidade, a forma de transformar o mundo em um lugar melhor através de crianças que se tornem adultos sadios e emocionalmente estáveis.

O bem estar também passa por aqui

Thaiana Brotto

A Drª Thaiana Brotto (CRP 06/106524) é pós-graduada em Terapia Comportamental e atende na clínica Psicólogos Berrini

As mães, os filhos e o bem estar.

2

Category : Eventos

 

224752_1720585898584_1356411725_31530660_6401621_n

O Dia da Mãe comemora-se como uma data especial de homenagem a todas as mães e em Portugal celebra-se sempre no primeiro Domingo do mês de Maio; chegou a ser celebrado durante anos a 8 de Dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição, mas nos últimos anos passou a festejar-se no 1º Domingo de Maio, para nós portugueses o mês de Maria mãe de Jesus. A data evoca sempre e antes de mais, a mãe de todas as mães,  Nossa Senhora. Que inspiração de Amor e coragem foi esta mãe!

A data é uma homenagem a todas as mães e serve para, num dia especial que lhe é dedicado, reforçar e demonstrar o amor dos filhos pelas suas mães; no seu ventre cada um de nós recebeu o essencial para se desenvolver, na presença e acompanhamento dos pimeiros tempos o alimento, o amor, a segurança, o bem estar fundamental que nos orientou no caminho da vida.

Ser mãe e receber o carinho dos filhos no dia que nos é dedicado é muito especial da mesma forma que o é para nós filhos homenagearmos a nossa mãe, seja com que idade for ou mesmo se ja tiver partido fisicamente deste mundo. Para cada mãe ser mãe é, de cada vez, único e inexpicavelmente especial!

Mãe é mãe e está sempre no coração.

Obrigada Mãe pela vida e enorme legado de amor; para mim a vida não acaba, apenas se transforma e por isso a mãe continua viva e bem viva um bocadinho em cada um de nós os seis filhos e também nos 22 netos ainda que muitos não tenham chegado a cruzar com ela fisicamente…

Deixo aqui em homenagem a cada mãe o poema de José Luis Peixoto

Palavras para a Minha Mãe

mãe, tenho pena. esperei sempre que entendesses
as palavras que nunca disse e os gestos que nunca fiz.
sei hoje que apenas esperei, mãe, e esperar não é suficiente.

pelas palavras que nunca disse, pelos gestos que me pediste
tanto e eu nunca fui capaz de fazer, quero pedir-te
desculpa, mãe, e sei que pedir desculpa não é suficiente.

às vezes, quero dizer-te tantas coisas que não consigo,
a fotografia em que estou ao teu colo é a fotografia
mais bonita que tenho, gosto de quando estás feliz.

lê isto: mãe, amo-te.

eu sei e tu sabes que poderei sempre fingir que não
escrevi estas palavras, sim, mãe, hei-de fingir que
não escrevi estas palavras, e tu hás-de fingir que não
as leste, somos assim, mãe, mas eu sei e tu sabes.

O bem estar também passa por aqui.

Está farto de chuva? Deixe o sol brilhar na sua vida!

Category : Bem-estar

A chuva, o tempo cinzento, a humidade sempre influenciam de alguma maneira o estado psicológico duma pessoa: há quem adore mas há também quem comece a ficar como o bolor, feio e sem graça nenhuma…

Lembre-se que pode sempre deixar brilhar o sol através de si! Deixamos aqui umas ideias. Experiemente.

Veja este pequeno filme. De vez em quando vai querer vê-lo outra vez.

O bem estar é uma escolha.