O arroz

3

Categoria : nutrição

Sabia que o arroz é uma planta da família das gramíneas que alimenta mais da metade da população humana do mundo?

É a terceira maior cultura cerealífera do mundo, apenas ultrapassado pelo milho e pelo trigo.

Sabia ainda que há sete espécies distintas de arroz? Oryza barthii, Oryza glaberrima, Oryza latifolia, Oryza longistaminata, Oryza punctata, Oryza rufipogon e Oryza sativa.

O arroz é uma planta com origem no Japão, onde é cultivado há pelo menos 7 mil anos. É rico em hidratos de carbono, a peça mais importante do quebra- cabeça nutricional. É uma importante fonte de minerais (fósforo, ferro e potássio) e vitaminas (tiamina, riboflavina e niacina). Ajuda na prevenção de doenças do sistema digestivo e do coração, no tratamento de diabetes, reduz o risco de cancro do intestino e regula a flora intestinal.

Para poder ser cultivado com sucesso, o arroz necessita de água em abundância e, nos sistemas tradicionais, de mão-de-obra intensiva. Desenvolve-se bem mesmo em terrenos muito inclinados e é costume, nos países do sudeste asiático, encontrarem-se socalcos onde é cultivado. Em qualquer dos casos, a água mantém-se em constante movimento, embora circule a velocidade muito reduzida.

Curiosidades:

Em muitas culturas do continente asiático é comum uma mãe dar ao recém-nascido alguns grãos de arroz já mastigados, num ritual que significa sua chegada à vida.

No Vietnam, o arroz está tão ligado à alma dos camponeses que muitos fazem questão de ser sepultados nos arrozais. Durante os enterros há farta distribuição de arroz, como muitas festas, cantos e danças.

Os Hani do sul do Japão evitam fazer barulho quando estão nos campos, pois crêem que os espíritos dos arrozais se assustam facilmente e, ao fugirem, podem provocar a infertilidade da terra.

Desde a época do Japão antigo, lançar arroz para cima de recém-casados é um acto que representa votos de abundância para o novo casal; este costume passou depois para o Ocidente, sendo hoje muito comum em Portugal.

A produção de arroz em Portugal começou a ser documentada nos primeiros anos do século XVIII. Embora se cultivasse muito antes nas regiões do Sul, como herança dos Muçulmanos, só a partir desta data houve registos da presença do cereal nas zonas limítrofes do estuário do Tejo.

Em Portugal, actualmente, a produção de arroz é feita apenas em 5 rios (Mira, Sado, Sorraia, Tejo e Mondego); a cultura mais a norte é impedida pelo frio. A produção de arroz ronda as 1 250 mil toneladas/ano.

Portugal é o maior consumidor de arroz da Europa com valores superiores a 15 kg/capita/ano.

O arroz é um dos ingredientes dos sumos Cellagon.

Comentários (3)

jcgergfuy

Ola.
Eu amo arroz!!
Anonimo 12 anos

ola boa noite

Publicar um comentário

Powered by sweetCaptcha