Orgulho e bem estar: o cante alentejano é Património da Humanidade!

Category : Portugal

08656-LRG

Sabemos que o bem estar de cada um passa por muitos factores mas certamente o estar bem consigo mesmo e com os outros, gostar de si, do que faz, do que é, são aspectos essenciais.

Também, e numa escala maior projectando ao ser português, ter orgulho naquilo que fazemos, do que somos, a história milenar que temos com feitos e glórias, uma cultura impar com raízes que todos evocamos com emoção, os que cá estamos e mais ainda os que estão por esse mundo fora e são muitos.

Ó Serpa do Alentejo minha terra Natal, é das vilas mais antigas que temos em Portugal, ou outro qualquer cante alentejano não nos deixa indiferente: hoje a candidatura do cante alentejano foi merecidamente reconhecida na UNESCO em Paris Património da Humanidade como já o tinha sido há dois anos o Fado. Se trazemos Portugal no coração com orgulho hoje é mais um dia especial para festejar.

Gosto de Portugal, tenho orgulho em ser portuguesa e o que me inspira é tudo o que temos de bom e o que temos feito e continuamos a fazer bem.

O bem estar também passa por aqui.

 

 

Bem estar e bem ser português: celebremos e repliquemos a portugalidade hoje e sempre.

1

Category : Portugal

Luís_de_Camões_por_François_Gérard

Esta semana comemoramos Portugal com duas figuras marcantes da nossa história em vertentes diferentes, é certo, mas basilares daquilo que somos já vai para mais de 900 anos: Luis de Camões a 10 de Junho, Santo António a 13 de Junho.

Hoje 10 de Junho, dia de Portugal, de Camões e das comunidades portuguesas comemoramos a figura que melhor simboliza o génio português não só nas letras com todo o seu esplendor na obra classica Os Lusíadas, mas na diáspora tão presente no perfil pátrio. Como bem dizia o Padre António Vieira Nascer pequeno e morrer grande, é chegar a ser homem. Por isso nos deu Deus tão pouca terra para o nascimento, e tantas para a sepultura. Para nascer, pouca terra; para morrer toda a terra. Para nascer, Portugal: para morrer, o mundo (Padre António Vieira, Sermão de Santo António, Sermões, VII, p.64.). Que maior verdade continua a ser hoje e sempre!

Na próxima sexta feira 13 de Junho Santo António, orador eximio, pregador, evangelizador, uma vida curta e tão cheia de dádiva, de amor, de entrega levando a verdade de Cristo a tantos com quem cruzou.

SantoAntonioCINQvNão se trata simplesmente de festejar figuras e feitos do passado, relembrar exemplos e glórias que se perderam no tempo bla bla bla. Não. É muito mais do que isso. É o quanto nos inspiram com orgulho a continuar, a fazer bem feito, a ser exemplo, a exaltar e sobretudo replicar, sem perder tempo na maledicencia, nem naquilo que se faz mal feito.

Os bons exemplos seja no que for, serão sempre os que nos inspiram. Os bons exemplos portugueses mais ainda.

O bem estar passa mesmo por aqui.

Mude de atitude: orgulhe-se e valorize o que tem!

Category : Portugal

Na História tal como na vida de cada um, há tantas coisas de que nos orgulhamos e são importantes relembrar quanto mais não seja porque nos inspiram para o futuro. E se nos monumentos históricos se registam os momentos chave da vida de uma nação também na nossa vida podemos erguer verdadeiros Arcos de Triunfo. Na verdade a história da nossa vida ou de uma nação não é apenas passado mas inspiração para o futuro, aquilo que passamos às novas gerações.

O Arco Triunfal da rua Augusta em Lisboa é exemplo disso mesmo,  uma celebração de feitos de que nos orgulhamos que retratam momentos inspiradores de empreendorismo e coragem de pessoas de outro tempo, é certo, mas pessoas exactamente como nós. E se, inevitavelmente, há coisas que nos decepcionam, estórias tristes, erros que se cometem, o que nos inspira são os grandes feitos, o que se fez bem, o que foi e é exemplar. É um exercício essêncial na vida pessoal, no que se transmite aos nossos filhos assim como na vida de um país, o que passamos às novas gerações.

Entre os dias 9 e 18 de Agosto para assinalar o restauro do Arco da Rua Augusta realizou-se um mega exercício de grande impacto na Praça do Comércio: se não chegou a ver, veja aqui o espectáculo multimédia projectado nos edificios do lado norte, durante cerca de 20 minutos, invocando os feitos associados às figuras  representadas nas esculturas. E se tantos nem sequer faziam ideia do que representava este arco, ficaram não só a saber quem ali está representado, como de alguma forma um pouco de todos nós está ali também…

Tranferindo duma perspectiva macro para o quotidiano da vida de cada um, como não dar valor aquilo que temos,  imaterial, precioso, único e transmiti-lo aqueles que estão mais perto, aos mais novos, para que se projecte num futuro melhor.

O bem estar também passa por aqui.

 

Inspiremo-nos naqueles que têm garra e avancemos sem medo!

Category : Portugal

A intervenção do Martim Pereira Neves no Pros e Contras (veja aqui) na RTP mostra bem como cada um pode fazer a diferença na sua própria vida com a vantagem de ter impacto positivo na vida de tantos outros; não é um segredo guardado a sete chaves depende só da capacidade de iniciativa e da determinação que cada um traz consigo… Na juventude essa energia terá uma carga bem mais acentuada, é certo, mas ao longo da vida há que saber entender os obstáculos e torná-los verdadeiros desafios para ir mais à frente e fazer melhor.

Nos dias que correm quem tem emprego pode considerar-se com sorte, ainda que ganhe o ordenado minimo; quem ainda não tem emprego ou já o perdeu, tem de se esmifrar, não pode ficar a espera, já não há disponivel…

Atravessamos tempos dificeis, vivemos um ciclo de mudança, temos de escolher entre empreender na lamúria e na desgraça ou ir à luta. E a luta evidentemente não é ir para a rua gritar contra as politicas, é mais arregaçar as mangas e fazer coisas diferentes, é inventar coisas novas, é criar. Empreendorismo é isso mesmo, porque na verdade, está tudo por fazer, está tudo por inventar…

Avancemos sem medo. O bem estar também passa por aqui.

Vai um pão com azeite ou um queijinho de Serpa?

Category : Portugal

Decorreu este fim de semana a Feira do Queijo do Alentejo, como é habitual todos anos, na bonita Vila alentejana de Serpa. Num tempo em que a economia portuguesa atravessa tempos muito complicados, mais do que nunca é importante a promoção do consumo dos produtos nacionais. Os consumidores fazem o mercado e Portugal tem excelentes produtos à disposição: pão de confecção artesanal, o azeite, a fruta, o queijo e requeijão, o mel etc.

A produção de azeite em Portugal também cresceu graças a um esforço notório dos produtores. Veja aqui como as boas noticias também correm.

Ao fazer a lista das compras escolha o melhor que temos, evite os produtos importados e os embalados industriais; acredite que é melhor para a sua saúde e já agora para a saúde do nosso país.

Pão alentejano com azeite, torrada com requeijão, tostinha com queijo de Serpa, um pequeno copo de vinho e uma laranja da época, como diria o outro, What else?

Tudo com moderação, claro!

O bem estar também passa por aqui.

Percurso pelo Bem Estar no Mondego

Category : Portugal

No âmbito do mestrado em Produção de Documentários de Vida Selvagem na Universidade de Salford, Daniel Pinheiro realizou um documentário sobre a vida selvagem no Rio Mondego. Neste documentário a que chamou precisamente Mondego podemos ver a riqueza da biodiversidade, a natureza no seu esplendor, Portugal no seu melhor.

Uma viagem no rio Mondego como nunca o vimos, desde a nascente na Serra da Estrela até ao mar, o rio e a vida selvagem são protagonistas do documentário de estreia do jovem realizador português Daniel Pinheiro que teve aulas com o mítico David Attenborough.

Na reportagem da SIC Daniel conta o que o motivou a fazer este trabalho e revela alguns dos pormenores que lhe permitiram a captação de imagens extraordinárias da vida selvagem neste percurso. O previo trabalho exaustivo de pesquisa e a enorme paciência para poder observar e captar movimentos de pequenos animais resultou neste trabalho de grande mérito e qualidade.

Um jovem português excepcional que nos deixa antever belíssimas produções nacionais no futuro, as imagens tão bonitas de recantos da natureza no país que merece todo o nosso amor e carinho.

Portugal merece o nosso melhor

Category : Portugal

TAP – A melhor companhia aérea

Category : Portugal

Temos que admitir que os nuestros hermanos sabem reconhecer o que é bom. São exigentes no que toca a qualidade, imagem, prestígio.

Sempre que vamos a Espanha nota-se a evolução e o dinamismo comercial do país e o “puxa pra cima”. Nota-se também que gostam muito do que é espanhol e que defendem o que é seu e o que é Hecho en España ou Made in Spain.

Assim, tem ainda mais valor quando um conjunto de cerca de 10.000 leitores da revista espanhola QTRAVEL elegeram directamente a TAP como “A MELHOR COMPANHIA AÉREA”.

Nesta época em que se fala muito do que não está bem, etc, temos aqui uma excelente razão para nos congratularmos com o Made in Portugal e com o que de melhor se produz em Portugal.

Parabéns TAP!

36 horas em Lisboa

Category : Portugal

O conceituado The New York Times dedicou algum espaço a Portugal e escreveu uma peça intitulada “36 Hours in Lisbon”.

Os pastéis de Belém, o Pavilhão Chinês, o Museu do Oriente, a Feira da Ladra, a Igreja de São Roque e o Museu Calouste Gulbenkian surgem em grande destaque, no roteiro apresentado. As sugestões da visita têm início numa sexta-feira à tarde na zona do Bairro Alto, para se explorar as lojas alternativas e as galerias de arte. Termina num domingo com a visita à “monumental colecção de arte” do Museu Calouste Gulbenkian, segundo o jornal. A não perder, também, é a visita aos pastéis de Belém, com “um serviço brusco e muitas vezes apinhado de gente”, acrescenta.

Além do enorme orgulho nacional que esta reportagem possa trazer, não deixe de aproveitar as sugestões do matutino norte-americano para conhecer (ainda) melhor o que Lisboa tem para lhe oferecer.

Clique aqui para ler a peça.

Portugal actual

Category : Portugal