Eusébio e a vida para além da morte

Category : Personalidade

Eusébio durante um jogo de futebol na European Cup em 1963

Deixo passar uns dias, em que observei, li, assisti a todo o frenesim desde que foi anunciada a morte de Eusébio no passado Domingo. Finalmente decido escrever sobre o assunto porque também a mim me abalou, me impressionou e faz pensar.
Figura de destaque, indiscutível a imagem forte que representa, transversal na sociedade, universal, simbolo de Portugal no mundo, não houve ninguém que ficasse indiferente à sua partida: todos, os que adoram futebol ou os que não percebem absolutamente nada, os novos e os velhos, os importantes e os ilustres desconhecidos, o mais comum dos mortais, em Portugal, nos países de língua portuguesa, em todo o mundo afinal, noticiam, comentam, choram, prestam a sua homenagem.

Há de vez em quando pessoas assim, simples mas grandes, que tocam, que marcam, que partem mas ficam…Ficam em cada um de nós, na memória, na cultura de um povo, na História.
E afinal com todos é assim, não com esta escala que não é para todos já se vê, mas à escala de cada um.

E estes momentos fortes como o que agora vivemos, fazem-nos pensar. Pensar na vida e na morte.

A vida vai, na verdade, muito além da passagem terrena. Acredito sinceramente na vida para além da morte física: “morrer não é perder a vida é trocá-la por outra melhor”, a pessoa deixa de existir fisicamente, parte para outra dimensão. Mais ainda, na dimensão terrena a sua vida continua no coração dos que ficam, na memória dos que aqui permanecem mais tempo, é uma nova vida.
Todos sabemos que um dia teremos de partir, que fisicamente haverá sempre um limite para a existência, isso é mais que certo. A hora de cada um partir, como e em que circunstâncias, de repente ou atravessando um calvário, sem dor ou em sofrimento, só Deus sabe! (digo eu que acredito na Divina Providencia)

Aqui deixo muito apropósito, as palavras sábias e intemporais de Santo Agostinho.

A morte não é nada.
Apenas passei ao outro mundo.
Eu sou eu. Tu és tu.
O que fomos um para o outro ainda somos.

Dá-me o nome que sempre me deste.
Fala-me como sempre me falaste.
Não mudes o tom a um triste ou solene
Continua rindo com tudo aquilo que nos fazia rir juntos.
Reza, sorri, pensa em mim, reza comigo.
Que o meu nome se pronuncie em casa
como sempre se pronunciou.

Sem nenhuma ênfase, sem rosto de sombra.
A vida continua significando o que sempre significou:
continua sendo o que era.

O cordão da união não se quebrou.
Porque eu estaria fora de teus pensamentos,
apenas porque estou fora de tua vista?

Não estou longe,
Somente estou do outro lado do caminho.
Já verás, tudo está bem.
Redescobrirás o meu coração.
e nele redescobrirás a ternura mais pura

Seca tuas lágrimas e se me amas,
não chores mais

Até já! O bem estar também passa por aqui!

 

 

Bem haja GREENsheikh pela dinâmica inspiradora!

Category : Personalidade

Estivemos ontem na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa a assitir à interessante palestra, promovida no âmbito dos doutoramentos em Ecologia Humana e Estudos Urbanos, intitulada “The power of sustainable future and the role of youth leadership” cujo orador foi o Sheikh Abdul Aziz Al Nuaimi, conhecido como o “Sheikh Verde”. Sobre a intervenção do Sheik na FCSH clik aqui no link do YouTube.

Membro da Família Real do Emirato de Ajman, dos Emiratos Árabes Unidos, é conselheiro do governo de Ajman para os assuntos ambientais e reconhecido internacionalmente pelo seu papel activo em temáticas associadas à prática da sustentabilidade; consciente da importância do elo que une toda a humanidade para lá das diferenças de cultura ou religião transmitiu com grande convicção acompanhado de um grande sentido de humor, a capacidade que cada um tem em fazer a diferença inspirando os outros pela acção.

Os jovens correspondem a 60% da população do Médio Oriente daí que a sua energia, vitalidade e capacidade de iniciativa sejam preciosas à melhoria da situação ambiental e social que actualmente se vive na região; Abdul Aziz Al Nuaimi destaca a importância do papel modelo e dinamizador que pessoas como ele podem desempenhar junto desses mesmos jovens. Os actos, a dinâmica da acção, ser respeitado e ser inspirador, para os mais novos será contagiante para que ajam corretamente.

Formado em Engenharia Química e de Petróleo, com um doutoramento em Ecossistemas Industriais e de Produção Limpa, as suas intervenções abarcam áreas como o ambiente, as alterações climáticas, a paz e a juventude enquanto guardiã de um futuro partilhado.

Abdul Aziz esteve primeiro no Porto onde participou no Congresso Internacional promovido pela organização O Condominio da Terra e é membro activo da Plastic Pollution Coalition; pode ver e ouvir o aqui a intervenção do Green Sheikh no TEDxAjman em 2011.

A página pessoal do Sheikh pode ser consultada em http://www.greensheikh.com/

O bem estar também passa por aqui!

 

Bem Haja S. Martinho e o Bem Estar!

4

Category : Personalidade

O dia 11 de Novembro celebra a bonita lenda de S. Martinho que hoje evocamos com enorme carinho no nosso blog; é que se trata mesmo duma inspiração para o bem estar!

Este dia é uma das celebrações que marcam o Outono e que imediatamente nos lembram em termos práticos a festa, o bom tempo, as castanhas, o magusto, e em termos espirituais e afectivos nos levam  aos grandes valores como a caridade, o amor, a partilha.

A lenda de São Martinho conta que certo dia, um soldado romano chamado Martinho montado no seu cavalo, estava a caminho da sua terra e encontrou um mendigo quase sem roupa cheio de frio que lhe pediu esmola; Martinho não hesitou e rasgou a sua capa de militar em duas para dar uma metade ao mendigo que assim se podia proteger do frio. Preparava-se para seguir caminho quando subitamente o frio parou, o sol ficou radioso e o tempo aqueceu. Diz-se que este acontecimento resultou miraculosamente do acto de bondade de Martinho, o calor que veio a chamar-se o verão de S. Martinho

Bem haja S. Martinho pelo acto de bondade que inspira e aquece em cada ano o nosso coração, mesmo quando chove…

Em Portugal celebra-se este dia com a festa do Magusto em que todos se juntam em volta da lareira, comem-se as castanhas e bebe-se a saborosa jerupiga.

O bem Estar também passa por aqui.

 

Alguns provérbios de São Martinho:

  • Se o Inverno não erra o caminho, tê-lo-ei pelo S. Martinho.
  • Se queres pasmar o teu vizinho, lavra, sacha e esterca pelo S. Martinho.
  • No dia de S. Martinho, vai à adega e prova o vinho.
  • No dia de S. Martinho, castanhas, pão e vinho.
  • No dia de S. Martinho com duas castanhas se faz um magustinho.
  • Dia de S. Martinho, fura o teu pipinho.
  • Dia de S. Martinho, lume, castanhas e vinho.
  • Pelo S. Martinho, todo o mosto é bom vinho.

 

A revolução da longevidade: o terceiro acto do ciclo da vida!

1

Category : Personalidade

 

Muito a propósito do Bem Estar e do tema lançado no seu livro Prime Time: Love, Health, Sex, Fitness, Friendship, Spirit  –  Making the most of all of your live a eloquente actriz Jane Fonda esteve no Ted Talk e deixou palavras claras e sábias num tempo em que a longevidade é mais que evidente: estamos a viver em média cerca de 30 anos mais do que no século passado.

É a revolução da longevidade uma vez que foi adicionado mais um ciclo inteiro de vida de adulto à espectativa de vida e no entanto ainda não nos adaptámos totalmente a essa realidade. Na verdade estamos numa transição de paradigma porque a idade não tem de ser uma patologia, um declinio; pode ser, e essa é a forma correta de a viver, um terceiro acto com enorme potencial de bem estar e felicidade.

Delicie-se com a intervenção de Jane Fonda aqui e prepare-se bem para o novo paradigma!

O Bem Estar é uma escolha, tome as decisões certas.

 

 

Mandela Day

Category : Personalidade

Nelson Mandela, o histórico e carismático líder sul-africano, comemora hoje 94 anos.

Nascido a 18 de Julho de 1918 em Mvezo, “Madiba”, como também é conhecido, tornou-se no primeiro presidente negro da África do Sul em 1994, depois de ter estado preso 27 anos na prisão Robben Island. Libertado após esse longo interregno, o prémio Nobel da Paz de 1993 assumiu o seu papel histórico, conquistando a admiração do mundo por ter conseguido sair de um longo período de encarceramento demonstrando uma capacidade por todos salientada de perdão e de união, alcançando ainda aquilo que antes se considerava impossível: a transformação pacífica do regime do apartheid num regime em que brancos e negros convivem lado a lado pacificamente.

Também neste dia, designado por Mandela Day, a Fundação Nelson Mandela lançou um apelo para que todos os cidadãos do mundo disponibilizem 67 minutos do seu tempo a ajudar os outros. E porquê 67 minutos? Porque cada minuto corresponde a um ano de trabalho do líder sul-africano em prol da causa pública. Eis alguns exemplos sugeridos pela Fundação Nelson Mandela:

  • Faça um novo amigo. Conheça alguém de um contexto cultural diferente do seu. Só através do entendimento mútuo é que as nossas comunidades se livrarão da intolerância e da xenofobia;
  • Leia para alguém que o não pode fazer. Visite uma instituição para cegos e abra um novo mundo para outra pessoa;
  • Dê uma ajuda no seu canil local. Cães sem dono também precisam de passear e de um pouco de atenção;
  • Ajude alguém a arranjar um emprego. Crie-lhe um currículo ou ajude-o na preparação da entrevista;
  • Muitas pessoas com doenças terminais não têm ninguém com quem falar. Reserve algum do seu tempo a falar com elas;
  • Leve alguém que conhece – e que não tem recursos para o fazer – a uma consulta de oftalmologia ou de medicina dentária;
  • Doe uma cadeira de rodas ou um cão-guia a quem precise;
  • Compre alguns cobertores, ou dê os que já não precisa a alguém em dificuldades.

O bem estar também passa por aqui.

 

As palavras inspiradoras de Desmond Tutu na Gulbenkian: acreditar, agir, amar

Category : Personalidade

Esta segunda feira tivemos o privilégio de ouvir em Lisboa  o prémio Nobel da Paz 1984 Desmond Tutu. (aqui num desenho de Luis Rebelo de Andrade)

O Bispo Sulafricano, uma referência na difusão da paz no mundo, falou numa conferência aberta a todos promovida pela Fundação Gulbenkian sob o tema “Diálogos sobre a paz e o desenvolvimento sustentável”

No seu estilo muito próprio, descontraido, pleno de humor, humilde e inspirador, Desmond Tutu proferiu palavras sábias que nos obrigam a pensar na responsabilidade de cada um em fazer diferente, por um mundo melhor.

Como nos diz Laurinda Alves, Impressiona ouvi-lo falar, perceber a força das suas convicções, a integridade da sua fé na vida, nos homens, em Deus. Afinal uma optima inspiração para passar à prática

Acreditar, agir, amar: o Bem Estar também passa por aqui.

Margarida Rebelo Pinto – Cellagon Saquetas: agora também pode viajar com Cellagon

1

Category : Personalidade

Sou  consumidora fiel do Cellagon Aurum há um ano e já  expressei no site Olá Bem Estar no meu testemunho, as razões que me fizeram aderir e divulgar as qualidades únicas deste suplemento alimentar que mudou a minha vida; não tinha ainda experimentado o Cellagon Aurum Saquetas, ideal para quem viaja de avião com frequência e não quer embarcar a mala no porão. As saquetas de 10ml são pequenas, fáceis de arrumar e muito resistentes. Basta contar uma por cada dia de viagem e pronto, é tão fácil e tao bom! Agora quando for viajar, já sabe. Vale mesmo a pena!
E você , já tomou o seu Cellagon hoje?

Obrigada pelo testemunho Margarida; o Bem Estar também passa por aqui.

 

Sustentabilidade e Bem Estar

Category : Personalidade

Satish Kumar é, nos nossos dias, daquelas figuras marcantes que vale a pena conhecer; numa época de grandes preocupações ao nível do ambiente em que tantas intervenções do Homem se revelaram ser altamente comprometedoras para a sustentabilidade do planeta, tem sido um cruzado já de há décadas  do movimento ambiental defendendo uma aproximação das pessoas à Natureza.

Indiano de origem e a viver no Reino Unido desde 1973, tem feito inúmeras palestras trazendo uma dimensão de espiritualidade à protecção do ambiente defendendo que o respeito pela Natureza deve ser o centro de qualquer debate político e social. Kumar é o mentor e fundador do Schumacher College um centro internacional de estudos ambientais que abriu em 1991 onde o ensino está virado essencialmente para a sustentabilidade e total respeito pela natureza.

Dirige a revista Resurgence porta voz do movimento ambiental que destaca a importancia da atitude, do respeito, e da diferença que cada um pode fazer por um planeta sustentável: a magazine for people who care about the environment, love reading, enjoy new ideas and are looking for inspiration on sustainable living

Em Setembro deste ano, Satish Kumar esteve como orador numa conferência em Lisboa sobre o livro Small is Beautiful: Economics as if People Mattered, um conjunto de ensaios do economista britânico E.F. Schumacher (1973) uma iniciativa enquadrada no ciclo Ambiente. Porquê ler os clássicos dinamizado pela Fundação Calouste Gulbenkian e que visava chamar a atenção de textos da área do ambiente e da filosofia do ambiente que se têm mantido actuais apesar de terem já dezenas de anos.

Inspire-se e paradignamize! A sustentabilidade é essencial ao Bem Estar.


 

 

 

 

 

 

 

 



Os 67 minutos de Nelson Mandela

1

Category : Personalidade

Nelson Mandela, o histórico e carismático líder sul-africano, comemora hoje 93 anos.

Nascido a 18 de Julho de 1918 em Mvezo, “Madiba”, como também é conhecido, tornou-se no primeiro presidente negro da África do Sul em 1994, depois de ter estado preso 27 anos na prisão Robben Island. Libertado após esse longo interregno, o prémio Nobel da Paz de 1993 assumiu o seu papel histórico, conquistando a admiração do mundo por ter conseguido sair de um longo período de encarceramento demonstrando uma capacidade por todos salientada de perdão e de união, alcançando ainda aquilo que antes se considerava impossível: a transformação pacífica do regime do apartheid num regime em que brancos e negros convivem lado a lado pacificamente.

Também neste dia, designado por Mandela Day, a Fundação Nelson Mandela lançou um apelo para que todos os cidadãos do mundo disponibilizem 67 minutos do seu tempo a ajudar os outros. E porquê 67 minutos? Porque cada minuto corresponde a um ano de trabalho do líder sul-africano em prol da causa pública. Eis alguns exemplos sugeridos pela Fundação Nelson Mandela:

  • Faça um novo amigo. Conheça alguém de um contexto cultural diferente do seu. Só através do entendimento mútuo é que as nossas comunidades se livrarão da intolerância e da xenofobia;
  • Leia para alguém que o não pode fazer. Visite uma instituição para cegos e abra um novo mundo para outra pessoa;
  • Dê uma ajuda no seu canil local. Cães sem dono também precisam de passear e de um pouco de atenção;
  • Ajude alguém a arranjar um emprego. Crie-lhe um currículo ou ajude-o na preparação da entrevista;
  • Muitas pessoas com doenças terminais não têm ninguém com quem falar. Reserve algum do seu tempo a falar com elas;
  • Leve alguém que conhece – e que não tem recursos para o fazer – a uma consulta de oftalmologia ou de medicina dentária;
  • Doe uma cadeira de rodas ou um cão-guia a quem precise;
  • Compre alguns cobertores, ou dê os que já não precisa a alguém em dificuldades.

Faça parte desta iniciativa.

Siga o seu coração

Category : Personalidade

Apesar do vídeo já ter seis anos, dificilmente se tornará ultrapassado…