A humanidade, o sentido da vida e o bem estar

5

Category : Gratidão

meaningO ser humano na sua essência é sempre o mesmo, agora e desde há muito tempo, apesar da evolução natural dos tempos, apesar das culturas dos povos poderem ser muitissimo diferentes; no essencial, na estrutura mental, no comportamento, somos todos idênticos seja quem for e onde for.

E isso é possivel observar nos dias de hoje, que qualquer um por exemplo nos confins de Africa, Asia ou América do Sul, tem ansiedades, manifesta sentimentos e emoções, exprime dor e sofrimento, alegria e júbilo da mesma forma que outro qualquer na Europa ou na América do Norte.

A mega experiência a nível global feita ao longo de 3 anos por Yann Arthus-Bertrand e reunida no filme Human mostra a humanidade na diversidade, atraves de perguntas respondidas nas palavras genuinas de cada um. Vale a pena mergulhar nesta incrível viagem que nos leva ao mais profundo na manifestação do amor, do sentido da vida, do perdão, da dor, da alegria, do humor, a quase tudo o que um ser humano é capaz de chegar.

Screen Shot 2016-05-11 at 17.14.49Mas o sentido da vida é sobretudo dar à vida um sentido.

O bem estar também passa por aqui.

A vida, podemos escrevê-la direito mesmo que por linhas tortas: vale sempre a pena!

Category : Gratidão

mae-segurando-a-mao-do-bebe-15845

A vida, estaremos todos de acordo, é uma enorme benção que cada um recebe sem pedir, uma Graça pela qual só podemos agradecer e, sabendo à partida que por aqui vivemos no mundo terreno num período limitado de tempo, temos mais é de fazer o melhor possível, cada um por si mas também pelos outros.

Sim, claro, nem tudo são rosas mas nem tudo são espinhos também! É mesmo assim, num balanço em que cada um tem uma grande responsabilidade no caminho que vai trilhando, na forma como vai desenhando a sua vida. Há estudos científicos que comprovam como diversos factores, sejam genéticos ou simplesmente exteriores a si,  são determinantes na forma como se desenrola a vida; certo é que cerca de 40‰ do que se passa na sua vida, bastante portanto, é da sua inteira responsabilidade! E como não agradecer a vida que nos é oferecida de bandeja e fazer dela algo de positivo!? Ou mesmo ajudar outros a potenciar a vida deles!? E quantas vezes se escreve torto para sair direito?!

Esta reflexão leva-nos naturalmente também ao polémico tema da interrupção voluntária de gravidez, e longe de querer fazer qualquer julgamento, apenas posso perguntar, como é possível equacionar uma vida já gerada no ventre de uma mulher em pressupostos materiais ou circunstanciais?! Eu sei há casos especiais, casos pontuais, mas generalizar assim? Pelo contrário há que incentivar os nascimentos, ajudar a criar as melhores circunstâncias, acarinhar quem traz dentro de si uma nova vida. A defesa da vida vai muito além do salvar bébés, muitas das vezes trata-se de salvar mães!

Em Washighton, desde há 40 anos quando se legalizou o aborto, que se organiza anualmente a marcha pela vida, tal como aconteceu mais uma vez a semana passada; com a persistência que une quem realmente acredita, desde há quatro décadas a adesão tem vindo a crescer e a diversificar. Aqui se reúnem centenas de milhares de pessoas que sustentam a importância e o valor da vida sob o slogan  Life Counts!  Cardeal Sean O’Malley, secretário-geral do comité pró-vida da Conferência Episcopal dos Estados Unidos, tem sido uma boa inspiração cuja mensagem vale a pena ouvir aqui

Veja mais sobre a marcha da vida em  March for Life

O bem estar passa inevitavelmente por aqui.

Saiba como a felicidade nasce sobretudo da gratidão: valorize os verdadeiros “tesouros” da vida!

Category : Gratidão

Num tempo em que as pessoas de um modo geral andam deprimidas, confusas, desanimadas, perdidas, nada como olhar e ouvir aqueles que têm o dom de ensinar com a maior clarividência e mostrar com a sua própria experiência de vida, como tudo parte da simplicidade, do despojamento, da gratidão. Ser feliz é, na verdade, simples.

O monge beneditino David Steindl-Rast esteve numa das muitas conferências Ted deste ano, com a sugestão preciosa de que a gratidão é essencial para se atingir o estado de felicidade que o mais comum dos mortais ambiciona para a sua vida. Antes de mais, tal como se ensina a uma criança que tem de atravessar uma estrada, o método mais correcto para sentir gratidão é: pare, olhe, avance. Veja e oiça aqui

No mundo actual todos correm, ninguém tem tempo ou não o valorizam como deve ser. Quantas vezes acaba por realizar a importância de coisas tão simples da vida, apenas quando deixa de as ter ao seu alcance?! Experimente sentir o que é realmente importante na sua vida, que não seja material, que não tenha comprado: sinta cada momento como uma dádiva, identifique os verdadeiros tesouros da vida, a começar pela própria vida em si, por cada momento que lhe é dada oportunidade de viver.

Para e Olhe, dê o devido valor ao momento, esteja profundamente grato por cada momento como uma oportunidade que lhe é oferecida, o maior tesouro que poderia alguma vez ter. Avance então, a felicidade nasce espontaneamente da sua gratidão.

E estaremos nós gratos por tudo?! pela maldade, pela guerra, pela doença?! Não, mas esses são precisamente os desafios, a oportunidade de aprender, de levantar, de fazer diferente, de ser melhor, de dar a quem precisa e essa é a enorme riqueza da vida.

Cada momento é uma oportunidade, cada oportunidade um convite. A gratidão pode realmente mudar a forma de estar na vida, dá mais poder ao respeito, dá mais poder à fé. Quanto mais gratos, mais felizes.

O bem estar passa mesmo por aqui!

 

 

 

 

 

A idade, a sabedoria e o bem estar…

Category : Gratidão

Todos sabemos que a sabedoria vem com a experiência de vida e isso é tanto mais evidente quanto mais caminhamos na nossa propria vida… Ninguém nasce ensinado isso é mais que certo  e a vida encarrega-se de nos ensinar muita coisa, tanta que nem podiamos imaginar!  É interessante lembrarmos os conselhos que os mais velhos davam quando eramos novos e respondiamos com um simples encolher de ombros, seguros de que sabiamos tudo sobre a vida. Pois é. A sabedoria vem mesmo com a idade e claro que só tomamos consciência à medida que vamos caminhando no tempo de passagem que nos é posto milagrosamente à disposição. Claro, a partir de certa altura começamos nós a dar conselhos aos mais novos, assim como nós também ouvimos dos que eram mais velhos e desprezamos com sucessivos encolher de ombros. É mesmo assim, faz parte.

A vida é uma benção que nos foi dada “de bandeja”; há que saber dar-lhe o devido valor, vive-la com serenidade, bem estar, escolher o melhor caminho usando uma bússola própria que ajude na orientação do bem, do amor, do que é realmente importante. E não se iluda, espinhos há sempre.

Veja aqui o testemunho que esta semana  Miguel Esteves Cardoso  deu numa entrevista à RTP.

 

O que mudaria na sua vida já?!

Category : Gratidão

Quantas vezes, mas quantas vezes, o maior susto, uma situação de perigo eminente, o risco de vida, a ameaça de morte, mudam instantâneamente a forma de estar de quem passa por esses momentos marginais?! É verdade! E de repente tudo muda, a perspectiva da vida altera-se num instante…

Subitamente passam pela cabeça inumeros pensamentos…tudo o que queria fazer e não fiz, aquilo a que dei importância e afinal não tem importancia nenhuma, a energia e tempo perdido em coisas sem sentido, enfim…

E perante uma nova chance o que mudaria já na sua vida?! Vale a pena pensar seriamente nisto: será necessário uma fatalidade para mudarmos a maneira de estar e de viver?!

Assista ao testemunho emocionante que Ric Elias deu no Ted depois de ter sobrevivido ao que podia ter sido uma tragédia; uma boa inspiração para quem ainda não entendeu que a vida é mesmo a maior benção de cada um.

Aposte mais no seu Bem Estar e no de todos os que o rodeiam, será certamente uma boa aposta.

Um dia especial, o dia da mãe!

Category : Gratidão

O Dia da Mãe comemora-se como uma data especial de homenagem a todas as mães e em Portugal celebra-se sempre no primeiro Domingo do mês de Maio; chegou a ser celebrado por muitos anos a 8 de Dezembro, dia de Nossa Senhora da Conceição, mas nos últimos anos passou a festejar-se no 1º Domingo de Maio, para nós o mês de Maria mãe de Jesus. A data evoca sempre e antes de mais, a mãe de todas as mães,  Nossa Senhora. Que inspiração de Amor e coragem foi esta mãe!

A data é uma homenagem a todas as mães e serve para, num dia especial que lhe é dedicado, reforçar e demonstrar o amor dos filhos pelas suas mães; ser mãe e receber o carinho dos filhos no dia que nos é dedicado é muito especial da mesma forma que o é para nós filhos homenagearmos a nossa mãe, seja com que idade for ou mesmo se ja tiver partido fisicamente deste mundo. Para cada mãe ser mãe, é de cada vez, único e inexpicavelmente especial!

Mãe é mãe e vive sempre no coração.

Obrigada Mãe pela vida e enorme legado de amor; para mim a vida não acaba, apenas se transforma e por isso a mãe continua viva e bem viva um bocadinho em cada um de nós os seis filhos e de tal forma que também nos 21 netos!

Deixo hoje este bonito poema de José Luis Peixoto

Palavras para a Minha Mãe

mãe, tenho pena. esperei sempre que entendesses
as palavras que nunca disse e os gestos que nunca fiz.
sei hoje que apenas esperei, mãe, e esperar não é suficiente.

pelas palavras que nunca disse, pelos gestos que me pediste
tanto e eu nunca fui capaz de fazer, quero pedir-te
desculpa, mãe, e sei que pedir desculpa não é suficiente.

às vezes, quero dizer-te tantas coisas que não consigo,
a fotografia em que estou ao teu colo é a fotografia
mais bonita que tenho, gosto de quando estás feliz.

lê isto: mãe, amo-te.

eu sei e tu sabes que poderei sempre fingir que não
escrevi estas palavras, sim, mãe, hei-de fingir que
não escrevi estas palavras, e tu hás-de fingir que não
as leste, somos assim, mãe, mas eu sei e tu sabes.

Mr. Happy Man ou como ser “rico” em amor e felicidade

Category : Gratidão

É já muito conhecido pela sua iniciativa extraordinária: Johnny Barnes um senhor práticamente nos seus 90 anos de idade, natural da Bermuda onde vive, faça chuva ou faça sol,  dedica seis horas por dia a irradiar felicidade e boa disposição a quem passa e é por isso um dos cidadãos mais queridos da ilha. Em Hamilton, a capital, num cruzamento de automóveis  comunica a sua alegria com sinceridade contangiando inevitávelmente quem passa! Veja aqui

Insólito?! Nem por isso, as pessoas da ilha retribuem e agradecem! É que de facto os gestos gratuitos, simples, sinceros e repletos de amor tem o enorme poder de transmitir felicidade e fazer de cada dia, um dia melhor.

Cada um tem o poder de fazer diferente: pode sempre surpreender com um sorriso brilhante e uma palavra amável, agradecer simplesmente a enorme benção da vida. Essas são as maiores riquezas que cada um pode ter.

O Bem estar é uma escolha!!

Um Pai vale por 100 professores!

3

Category : Gratidão

O dia do Pai, ao contrário de muitos dos dias que se instituiu atribuir ao longo dos últimos anos às mais variadas causas, é um clássico! Sempre me lembro do dia do Pai e, claro, do dia da Mãe serem momentos especiais em que tinhamos um presente, um trabalho feito na escola com imenso orgulho, um carinho, uma atenção para dar. Emocionante também quando mais tarde esse dia chegou para nós, pais e mães, de sermos acarinhados pelos nosso filhos. Especial, mesmo muito especial.

Lembro-me perfeitamente de já estar na Universidade a estudar, isto no início dos anos 80, e passar numa loja daquelas tipicas de presentes do género a moldura, o frasquinho, o quadrinho, a caixinha etc, e ver na montra um pequeno poster em tecido com um suporte ligeiro em madeira no topo e uma corda para poder ser pendurado da forma mais básica, num prego espetado na parede, com a frase lapidar Um Pai vale por 100 professores. Nem hesitei, era dia do pai e aquele era o presente perfeito!

Na verdade o meu Pai, uma referência para todos, mesmo quando uma vez por outra um par de estalos, os olhos bem abertos ou o tom de voz uns decibeis acima, serviam na perfeição como o sinal claro de ter chegado o limite, é uma pessoa de invulgar sabedoria, com Mundo e uma grande cultura. Engenheiro Agrónomo de formação, foi investigador no Centro de Estudos de Economia Agrária da Fundação Gulbenkian, professor Universitário,  fez parte da comissão de adesão de Portugal à CEE, enfim com uma vida profissional rica, intensa e variada, sempre acompanhou de perto os estudos de todos nós, os seis filhos, nem que fosse com umas ajudas na Matemática. Particularmente naquela altura em que eu, a mais nova dos seis estava a tirar o curso de História, aconselhava-me as leituras a fazer, muitas vezes de livros que tinha em casa, já então com uma biblioteca considerável em temas da História. Naquela época era corrente fazerem-se kilos de fotocópias de livros cuja leitura era essencial em determinadas cadeiras e não passava pela cabeça do mais comum estudante ir comprá-los; ou se ia à Biblioteca Nacional ou tiravam-se fotocopias, ponto! Mas lá em casa havia obras do Fernand Braudel, Arnold Toynbee etc, aquilo era extraordinário e até inesperado! Do género eu falava à mesa de um assunto abordado nas aulas e dos autores de referência e o meu pai dizia muito simplesmente “tens esse livro para ler ali numa das estantes e vale muito a pena”…

Mais tarde, quando fiz o Mestrado na Clássica voltou a acompanhar de perto todo o meu trabalho como co-orientador não oficial e, claro, para lá de ter feito sempre juz a essa frase lapidar escrita num pedaço de tecido que ainda guarda, estou-lhe eternamente grata por tantas coisas mais. No seu Amor em unidade com a Mãe, recebi o essencial da pessoa que sou.

Obrigada pela referência que, já perto dos 90 anos continua a ser, e de sempre ser um apologista do Bem Estar em todas as suas vertentes!

 

 

 

Muito obrigado!

Category : Gratidão

Hoje é mais um dia especial pois estamos a fazer o nosso post número 200!

Queremos agradecer a todos os nossos amigos/as e leitores/as pelo confiança que nos têm demonstrado e por todo o apoio que nos têm dado.

Prometemos continuar a comunicar e a dar notícias de bem-estar.

Muito obrigado!

Movimento de Defesa da Vida

3

Category : Gratidão

Todos os movimentos, instituições e projectos de solidariedade social merecem ser elogiados, defendidos e promovidos.

Esta semana, ficámos a conhecer o MDV – Movimento de Defesa da Vida, que, sendo uma Instituição Particular de Solidariedade Social (IPSS), sem fins lucrativos, aconfessional e apolítica, fundada em 1977, actua na luta pelos Direitos dos Homens, na Promoção da Mulher, na afirmação dos Valores Éticos Fundamentais, na procura de mais qualidade de vida e na promoção da relação conjugal e familiar.

A MDV sublinha (e bem!) que a família é a unidade fundamental da sociedade e o espaço onde a vida nasce, cresce e se desenvolve até à plena realização de cada um dos seus membros. “Nas diferentes fases do ciclo de vida das famílias, o importante é acreditar nelas e ajudá-las a procurar as suas potencialidades”, defende esta instituição que se apresenta com um filme verdadeiramente arrebatador e inspirador:

 

O nosso bem-estar também passa por garantirmos o bem-estar dos outros.