Bons hábitos alimentares: de pequenino se torce o pepino…

7

Category : nutrição

Sabe o importante que é dar a conhecer ao seu filho desde tenra idade, individualmente os distintos sabores dos legumes e da fruta variada?

Ainda me espanta que nos dias de hoje encontre mães a alimentar os seus bébés a partir dos 6 meses com papas instantaneas, sopas de legumes e carne ou peixe passadas a puré, iogurtes com banana e bolacha Maria esmagada na hora, tudo misturado… Este era um quadro de refeição para bébé, talvez classico dos anos 60 ou 70, mas que os anos 80/90 tendiam já para inovar. Hoje em dia, do que se sabe como mais indicado para uma criança em crescimento, não é nada disso e na prática torna-se muito limitativo.

A melhor forma de o seu bébé se adaptar desde cedo à variedade de legumes e fruta, é introduzir aos poucos os alimentos sólidos frescos; ainda que numa transição relativamente rápida possa alternar com pequenas doses de puré de apenas um ingrediente, pode a partir dos seis meses introduzir pequenos pedaços de legumes e fruta em cada refeição. Não se preocupe muito com a falta de dentes, há crianças que tem os primeiros dentes apenas a partir do primeiro ano e isso não é nem preocupante nem limitativo. No youtube é facil encontrar sugestões procurando por exemplo a referência finger foods for baby

E se a principio a prática é literalmente comer com as mãos, desenvolvendo a autonomia, depois é muito mais facil e rápida a passagem para o uso de um garfo ou de uma colher.

É essencial desde que tomam consciência, de que a refeição seja nutritiva, colorida, tranquila e até sendo possivel partilhada na companhia da familia à mesa na sua própria cadeira; a velha escola de contar a história da carochinha, do avião que vai a passar, e mais uma colher de sopa, já era… E atenção a dose deve ser adequada a uma criança, não é de todo indicado que coma doses de adulto porque a criancinha está a crescer e precisa de comer bem, não, esqueça lá isso.

À medida que o seu bébé vai crescendo, dos seis meses aos oito, depois com um ano, dezoito meses, dois anos, a pouco e pouco vão sendo introduzidos os vários legumes e frutas e desde cedo vão estando familiarizados com uma enorme variedade de legumes e frutas e naturalmente desenvolvendo as suas preferencias. A probabilidade de criarem o gosto por tudo o que é fresco e natural é muito grande e, claro, muito melhor para a saúde.

Ah e não caia na tentação de introduzir na alimentação nem chocolates, nem bolos, nem refrigerantes, nem sumos embalados, tudo carregadinho de açucares que sabemos de certeza irão gostar mas só criam vicio e não interessa nada para a alimentação de ninguém, muito menos de uma criança em crescimento.

O bem estar passa mesmo por aqui.