Na azáfama dos presentes de Natal: o que é realmente importante?!

2

Category : Bem-estar

ikea-ikea-the-other-letter-600-34275

O materialismo e o consumismo marcam o nosso tempo e o Natal perdeu, de certa forma, o seu sentido real e profundo. É certo que o estar em família mantém-se como a matriz da festa, à roda de uma mesa onde o bacalhau e o perú são os pratos principais. A Sagrada Família  e específicamente o nascimento de Jesus, é e será sempre a razão pela qual festejamos o Natal e daí a importância de montar o presépio em casa com a colaboração de todos.

Mas os presentes tomaram conta do Natal duma forma exacerbada alterando-lhe em certa medida o verdadeiro sentido, e são na verdade os pais quem criam e incentivam esta realidade.

Aqui em Portugal no dia 24 ou no dia 25, conforme os hábitos das famílias, em Espanha no dia 6 de Janeiro, o dia de Reis, receber e oferecer presentes transformaram o grande evento natalício a um ponto que as compras se tornaram num imperativo altamente stressante. Para as crianças é a grande espectativa de receber isto, aquilo e mais aqueloutro. A crise recente terá refreado um pouco a loucura, mas a ideia, essa continua…

Muito a propósito, a IKEA lançou uma campanha desafiando para o exercício de descobrir o que é realmente importante quando uma criança faz os seus pedidos através de uma carta, em Portugal ao Pai Natal, em Espanha aos Reis (Magos), e depois disso, uma outra carta aos seus pais…

A esta campanha chamou A outra carta e vale a pena ver… O que é realmente importante?!

O bem estar também passa por aqui