1º Domingo do Advento: abrindo o caminho para o Natal com amor e bem estar

Categoria : Eventos

CoroaAdventoHoje é o primeiro Domingo do  Advento o tempo durante o qual preparamos a festa do Natal, muito para lá do que é material, mas essencialmente no que representa como festa especial do Amor, da Família, da Fraternidade. Este é o primeiro dos quatro Domingos do  Advento, as quatro semanas em que se prepara o Natal, como a própria palavra indica no seu significado latino adventus que quer dizer chegada. Advento é portanto o tempo de espera  mas também de preparação para o nascimento de Jesus em que os cristãos celebram o Amor, a Família, a Fraternidade.

O tempo do Advento formou-se progressivamente a partir do século IV e já era celebrado na Gália e na Hispânia. Em Roma, onde surgiu a festa do Natal, passou a ser celebrado somente a partir do século VI quando a Igreja  Romana vislumbrou na festa do Natal o início do mistério pascal e era natural que se preparasse também com solenidade, como se preparava a Páscoa embora a Páscoa tenha sido sempre a celebração mais importante. Nessa altura o  tempo do Advento consistia em seis semanas que antecediam a grande festa do Natal. Foi somente com São Gregório Magno (590-604) que esse tempo foi reduzido  para quatro domingos, tal como hoje celebramos.

Um dos muitos símbolos do Natal é a coroa do Advento que, pela sua forma circular, simboliza a esperança e convida à alegria. Ao que se sabe, a coroa teve a sua origem no século XIX no norte da Alemanha e os católicos adotaram mais tarde este costume da coroa do  Advento, já no início do século XX. Na confecção da coroa são usados ramos de  pinheiro e cipreste, as únicas árvores cujos ramos não perdem as folhas no outono  e estão sempre verdes, mesmo no inverno. Os ramos verdes simbolizam a vida que permanece, sinal evidente de Fé e Esperança. Formando um circulo, a coroa traduz o simbolismo da figura sem começo nem fim,  representando a perfeição, a harmonia, a eternidade.

Na coroa também são  colocadas quatro velas referentes a cada domingo que antecede o Natal. A luz vai  assim aumentando à medida que se aproxima o Natal, festa da Luz que é o nascimento de Cristo. A cor das quatro  velas, em quase todas as partes do mundo, é geralmente a cor encarnada se bem que, por vezes, quando se usam velas roxas uma delas é cor de rosa pois no Terceiro Domingo do Advento (Gaudete), assim como no quarto Domingo da Quaresma  (Laetare) celebra-se a Alegria cuja cor litúrgica é o cor de rosa.

Preparemos pois o Natal com amor e bem estar